• Marcos H. Salles

20 dicas de mobilização e voluntariado para campanha 2020

A campanha eleitoral para as eleições municipais já está valendo! Anteriormente, listamos 15 atividades para a reta final da pré-campanha. Agora, disponibilizamos algumas dicas para a mobilização e o trabalho junto de voluntários.


Fazer acompanhamento dos processos, conversar com as pessoas e ir ajustando a organização e comunicação frequentemente são requeridos neste momento.


Veja quais são:


Mobilização

1. Qual o ritmo de crescimento da base de contatos? Os números de contato/e-mail podem ser captados em eventos de todos os meios, desde inscrições para atividades, em reuniões presenciais, abaixo-assinado, download de e-books, abordagem nas mídias sociais, postagens com formulários, comunicação constante de divulgação do número de WhatsApp, entre muitas outras. Uma base de dados com afinidade, possíveis doações e possíveis voluntários te ajudará a saber quem convidar e quem te apoiará.


2. Qual o ritmo de crescimento das doações via crowdfunding? Os pedidos já foram feitos à rede mais próxima do candidato? Consideramos ideal ter cerca de 50 doadores iniciais, que são família, amigos e equipe. A vaquinha é adequadamente divulgada via redes sociais? Existe algum plano específico para isso? Para um crowdfunding ser divulgado externamente, é importante já ter um valor inicial robusto e são essas pessoas que te garantirão esse valor inicial. Pessoas não costumam doar para campanhas zeradas ou com baixa aderência.


3. Existe um responsável por mobilização? Há um coordenador responsável por conseguir reuniões estratégicas com doadores e redes dos mobilizadores? Qualquer tarefa que não tenha um responsável especificamente encarregado por ela, fica sem o devido cuidado e acompanhamento.

4. A mensagem usada na mobilização foi adequadamente desenvolvida? Foi criado um material coerente de quem sou eu/propostas/etc., segmentado por grupo? Os mobilizadores sabem usar a mensagem adequadamente? Mobilizadores foram treinados para formarem suas próprias redes? É necessário também que todos tenham claro em mente qual as estratégias e periodicidade de ativação de listas de transmissão e qual o foco, seja conseguir voluntários ou mais doações.


5. Foi produzido um FAQ com as principais questões da campanha e como devem ser respondidas? Então é hora de usá-lo! Se não, corre o risco de cada mobilizador responder como achar melhor ou demandar tempo da equipe para consultas periódicas. Como está sendo feita a abordagem nas mídias aos seguidores? Avaliar a necessidade de constante atualização deste roteiro de respostas.


6. A captação de dados de públicos estratégicos está sendo priorizada? Estas informações são necessárias para criação de propostas, materiais de campanha, conversa com a população e também relacionamento nas mídias sociais.


7. Os mobilizadores estão distribuídos em pirâmide? Ou a coordenação da campanha está centralizando todos os contatos? Mobilizadores estão divididos por grupos segmentados e possuem identificação com a segmentação? Exemplo: mobilizadoras mulheres falando com potenciais mulheres eleitoras.


8. Os mobilizadores têm um contato direto com um coordenador para passar impressões e avaliações de suas redes? Se não, é importante que tenham e que suas sugestões e problemáticas sejam levadas em consideração. Além disso, é importante se questionar se as entregas dos mobilizadores são acompanhadas e devidamente recompensadas.

9. Como é a interação dos processos de mobilização com a equipe de comunicação? Desenvolva um método que seja bom para todas as partes envolvidas.

10. Os dados captados pelos mobilizadores estão sendo registrados em planilhas? Se não, de alguma outra forma que faça sentido e possa ser consultada posteriormente?



Voluntariado

1. Existe um responsável por voluntariado? Como é a interação da equipe de voluntariado com a comunicação? Que tipo de reconhecimento está sendo feito para voluntários? Há um cuidado especial com os voluntários mais dedicados? Há um monitoramento sobre que voluntários estão mais presentes nas mídias curtindo, comentando e compartilhando?

2. Quantos voluntários estão entrando na campanha semanalmente? Há um processo constante de convite de voluntários?



- Estão sendo criadas oportunidades de participação dos voluntários nas campanhas?

Se sim, quando alguém se inscreve para ser voluntário quanto tempo leva para a pessoa ser contatada?


3. Voluntários estão adequadamente treinados em processos e métodos? Eles têm acesso a um drive com os materiais mais importantes para uso dos voluntários? Voluntários sabem com clareza qual seu papel na campanha? Voluntários estão alocados em posições-chave? Voluntários foram treinados sobre que imagem se pretende propagar do candidato?Voluntários precisam saber com clareza o que é esperado deles e qual tarefa específica devem fazer. As tarefas dadas também devem ser adequadas e voluntários não devem ocupar posições chaves na campanha.


4. Voluntários sabem qual os temas e propostas da campanha? Voluntários sabem operar as ferramentas para suas tarefas? Sabem explicar os eixos da campanha? Isso ajuda a mostrar que como a campanha está organizada e quem são as pessoas que estão tocando o que.


5. Existe uma reunião periódica com os voluntários? A chamada de voluntários está sendo adequadamente divulgada de maneira sistemática nas mídias e listas de transmissão?


6. Os voluntários se reúnem com o próprio candidato ou com a equipe de campanha com periodicidade? Existe tempo bloqueado na agenda para tais reuniões?


7. Voluntários organizam as próprias redes de voluntários ou há uma pessoa da equipe responsável por isso?


8. Voluntários são estratificados? Ou seja, mulheres falam com mulheres, negros com negros e etc.?

9. Foram mapeadas as redes e grupos que esses voluntários participam? Voluntários e suas redes são adequadamente mapeados? Dark social é uma das ferramentais mais importantes para divulgar as ideias da campanha. Com certeza os voluntários participam de vários grupos de Whatsapp e de Facebook que ninguém mais da campanha participa e podem colaborar na divulgação das ideias. A equipe precisa criar materiais para serem distribuídos nesses grupos e acompanhar seu andamento. Além disso, é recomendado que haja um processo de acompanhamento de números macro (seguidores, engajamento nas redes, etc) relacionados às missões sendo comunicados aos voluntários regularmente?

10. Você sabe bem o que cada voluntário pode agregar na campanha? As entregas estão sendo acompanhadas e reconhecidas? As tarefas são individuais e coletivas? Eles podem escolher em quais ações participam?


Contato

Quero contratar a Base.Lab, como eu faço? Sabemos que essa é uma grande questão depois que vocês conhecem nossos serviços. Não se aflija, basta deixar o seu contato abaixo que iremos tirar todas as suas dúvidas.

Contagem para as Eleições 2020